CRIE MARCAS AUTÊNTICAS

Entenda como avaliar o nome de uma marca e garantir sua exclusividade por meio do registro no Instituto Nacional da Propriedade Industrial - INPI.

 

Esse é o Regis, ele vai ajudar a esclarecer dúvidas a respeito da proteção das marcas por meio do registro no INPI.

Regis.png
 
CONHEÇA O CAMINHO

NBPAR

Ativo 2_1.png

NBPAR Caminho

para Proteção de Marcas

O caminho NBPAR otimiza o trabalho dos profissionais desde a criação até a proteção de marcas, permitindo um melhor entendimento sobre como ocorrem as etapas do pedido de registro no INPI.

01_3@72x.png
NOMEAR

Escolher o nome da marca que representará os produtos ou serviços da empresa.

BUSCAR

Verificar a disponibilidade do nome escolhido de acordo com os critérios estabelecidos pelo INPI através da busca de anterioridade de marcas.

02@72x.png
03@72x.png
PROTOCOLAR

Preparar a documentação necessária para fazer o pedido do registro de marca e o pagamento da taxa obrigatória perante o INPI.

ACOMPANHAR

Consultar periodicamente o processo na base de dados do INPI para verificar as etapas em que se encontra.

04@72x.png
05@72x.png
REGISTRAR

Realizar o pagamento da taxa de concessão, após deferimento do pedido, e aguardar o certificado de marca registrada ser liberado pelo INPI.

 

O GUIA

Montagem Livro 2.png
 

SOBRE OS AUTORES

quemsomos.jpg

ARIMATÉIA QUINTO

 

Mestrando em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação (PROFNIT/ ponto focal UFPI). Publicitário pelo Centro de Ensino Unificado de Teresina (CEUT). Trabalhou como analista em Customer Relationship Management (CRM) no CDN Brasil. Atuou como redator publicitário na Eclética Comunicação. Foi Agente Local de Inovação (ALI) pelo SEBRAE-PI. Atualmente coordena projetos de gestão pública na Prefeitura de Teresina e é sócio-proprietário da Companhia das Marcas, onde desenvolve trabalhos em Propriedade Intelectual, Comunicação, Gestão e Inovação.

ELICIANA SELVINA FERREIRA MENDES VIEIRA

 

Doutora em Propriedade Intelectual e Inovação pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI); Economista da Universidade Federal do Piauí (UFPI); Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela UFPI; Pós-graduada em Gestão Empresarial pela UESPI; foi professora de Economia da Universidade Federal do Piauí e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI) e, junto ao SEBRAE, trabalhou na área de consultoria e capacitação. Atualmente desenvolve trabalhos de pesquisa em Propriedade Intelectual e Educação para Inovação e Empreendedorismo no Brasil, sendo docente colaboradora do mestrado profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para Inovação (PROFNIT/ ponto focal Piauí) e é conselheira titular do Conselho Curador da Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino, Extensão e Inovação (FADEX).

ELICIANA.jpg